Malária Completamente Eliminada por um Micróbio

Reading Time: < 1 minute

NOTÍCIAS DA BBC EM BBC.CO.UK/NEWS

Cientistas descobriram um micróbio que protege os mosquitos de serem infectados pela malária. Os membros da equipa de cientistas, no Quénia e no Reino Unido, disseram que a descoberta tem um “enorme potencial” para controlar a doença.

A malária é propagada através da picada de mosquitos infectados, então, protegendo-os também protegemos as pessoas. Os pesquisadores estão a investigar se podem libertar mosquitos infectados para o mato ou utilizar esporos para eliminar a doença.

O bicho que bloqueia a malária, Microsporidia MB, foi descoberto através de estudos feitos em mosquitos nas margens do Lago Victoria, no Quénia. Vive no intestino e nos órgãos genitais dos insectos. Os pesquisadores não conseguiram encontrar um mosquito sequer com Microsporidia a abrigar o parasita da malária. 

“Os dados que temos até este momento sugerem que é um bloqueio a 100% — é um bloqueio muito severo da malária,” Dr. Jeremy Herren, do Centro Internacional da Fisiologia do Insecto e Ecologia do Quénia, disse à BBC.

Mais de 400.000 pessoas morrem de malária a cada ano, maior parte quais crianças com menos de 5 anos de idade. Embora tenha sido feito um grande progresso através do uso de redes mosquiteiras e pulverização das casas com insecticidas, ele ficou paralisado nestes últimos anos. É consenso de todos que existe a necessidade de haver novos instrumentos para lidar com a malária.

O Microsporidia MB pode estar a preparar o sistema imunológico do mosquito para que esteja mais capaz de lutar contra infecções. Ou a presença do micróbio no insecto pode ter um efeito profundo no metabolismo do mosquito, fazendo com que este seja inóspito para o parasita da malária.

No mínimo, 40% dos mosquitos de uma região precisam de ser infectado com o Microsporidia para possibilitar uma queda acentuada da malária.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.