Níger Reforça a Capacidade de Combate ao Terrorismo com C-130

Reading Time: 2 minutes

EQUIPA DA ADF

As Forças Aéreas do Níger celebram o regresso de uma aeronave de transporte C-130 Hercules recuperada, que irá ser utilizada para transportar material e tropas para defender as suas fronteiras.

A Secretária das Forças Aéreas dos EUA, Barbara Barret, e o Embaixador dos EUA no Níger, Eric Whitaker, apresentaram a aeronave ao Ministro da Defesa do Níger, Issoufou Katambe e ao Chefe da Defesa, General Salifou Modi, na Base Aérea 101, em Niamey, no início de Janeiro.

A cerimónia marcou o regresso da aeronave para a frota nigerina depois de ter sido reparada e remodelada. Capitã Ouma Laouali, a primeira piloto de C-130 nigerina do sexo feminino, também participou do evento.

A aeronave aumenta a capacidade logística vital do Níger, em particular nas regiões fronteiriças onde os extremistas estão activos. O Níger partilha as suas fronteiras com sete países e faz parte da Força Conjunta G5 do Sahel, que inclui Burkina Faso, Chade, Mali e Mauritânia. O Níger também participa em missões de manutenção de paz no Mali e na República Centro-Africana.

Katambe recentemente recomendou ao parlamento do Níger que o país duplicasse o tamanho do seu exército de 25.000 para 50.000 nos próximos cinco anos como parte da sua batalha contínua contra grupos extremistas como o al-Qaeda, no Magrebe Islâmico, e o Boko Haram.

“O regresso da aeronave ao Níger, depois de uma revisão geral levada a cabo de acordo com as mais rigorosas normas e padrões de aeronáutica sob a perícia das Forças Aéreas dos EUA, vem culminar com vários anos de esforços e a expressão do compromisso do Estado do Níger em equipar o nosso exército com equipamento da mais alta qualidade,” disse Katambe.

O Níger irá receber uma segunda aeronave C-130 nos últimos meses deste ano, acrescentou Katambe. Os C-130 desempenham um papel fundamental na largada de tropas e equipamento por pára-quedas, em zonas hostis. Pode operar a partir de pistas de aterragem pouco desenvolvidas e ser rapidamente reconfigurada para fazer a entrega de vários tipos de carga, veículos e pessoal.

“Enquanto o Níger procurar trazer a paz, segurança e estabilidade para a região, estou certo de que as Forças Armadas Nigerinas, agora com o C-130 a juntar-se novamente à frota de aviação, irão continuar a estabelecer-se como um modelo, quer para a eficácia operacional no campo de batalha como para o profissionalismo com o qual os vossos Pilotos e Soldados se apresentam, fardados ou não,” disse Whitaker durante a cerimónia.

Para além de fornecer o C-130, os EUA treinaram 16 pilotos nigerinos e 31 membros do pessoal de apoio para operar a aeronave. Também providenciaram 17 milhões de dólares em melhorias, incluindo um novo hangar para o C-130, na Base Aérea 201, em Agadez, no centro do Níger, e remodelou um hangar em Niamey. Um outro hangar de peças sobressalentes também está previsto para Niamey.

“De mãos dadas, as forças dos EUA e nigerinas juntaram-se para dar passos para segurança e confiança mútuas,” disse Barrett. “A cerimónia de entrega do C-130 de hoje é um alicerce para reforçar a nossa parceria e interoperabilidade nas acções das nossas duas forças aéreas.”

Katambe expressou esse sentimento.

“A chegada desta aeronave celebra, mais uma vez, a excelência da cooperação militar entre os Estados Unidos da América e o Níger,” disse.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.