Cinema Sudanês Renasce Depois da Revolução

Reading Time: 2 minutes

AGÊNCIA FRANCE-PRESSE

Depois da revolução de 2019, os cineastas sudaneses repentinamente gozam de maior abertura e já ganharam muitos prémios internacionais. Mas os artistas ainda não receberam o mesmo reconhecimento em casa. 

O cinema esteve debilitado no Sudão durante três décadas de governo autoritário de Omar al-Bashir. Mas os sudaneses saíram para as ruas para exigir a liberdade, a paz e a justiça social, e o governo de Bashir chegou ao fim em Abril de 2019. “Começamos a compreender o quanto a nossa sociedade precisava dos nossos sonhos,” disse o director Amjad Abu Alala.

O seu filme de 2019 intitulado “You Will Die at Twenty” (Você Vai Morrer aos Vinte Anos) foi o primeiro filme sudanês a concorrer para um Óscar e o primeiro filme sudanês transmitido na plataforma Netflix, ganhando prémios em festivais internacionais de cinema de Veneza, na Itália, e El Gouna, no Egipto. O filme conta a história de um jovem a quem uma mística prevê a sua morte aos 20 anos de idade.

Enquanto o Sudão passa por uma transição política precária, os cineastas do país encontraram mais espaço onde podem operar, disse Alala. Jovens cineastas agem “sem os complexos, a falta de autoconfiança ou a frustração que sofremos nas gerações anteriores,” acrescentou.

Talal Afifi, director do programa Sudan Film Factory, com sede em Khartoum, no Sudão, formou centenas de jovens na área de produção de filmes. Afifi começou a trabalhar muito antes da revolução de 2019, com os avanços na tecnologia de câmaras digitais, fazendo com que a produção de filmes fosse muito mais acessível. 

O cineasta participou num festival de curta-metragem, em 2008, em Munique, onde o filme vencedor, um documentário iraquiano filmado à mão, inspirou-o a voltar para casa e criar um centro de formação e uma casa de produção.

Nas décadas anteriores, a Sudan Film Factory organizou 30 workshops de escrita de roteiros, direcção e edição e produziu mais de 60 curta-metragens que foram honradas em festivais internacionais, do Brasil ao Japão. A Film Factory lançou o Sudan Independent Film Festival, em 2015, um festival de filmes sudaneses e internacionais que decorre anualmente em Cartum, a capital do país.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.