Phoenix Express Fortalece Parcerias no Mediterrâneo

Reading Time: 2 minutes

EQUIPA DA ADF

“Existe força na cooperação.”

Essa foi a mensagem que o Chefe do Estado Maior General da Marinha Tunisina, o Almirante Adel Jehane, recebeu no Phoenix Express deste ano, um exercício marítimo multinacional que envolve todos os países das regiões costeiras da África do Norte.

A Tunísia acolheu a 16ª edição do exercício, nos dias 17 a 28 de Maio, juntando forças marítimas de 13 países: Argélia, Egipto, Líbia, Mauritânia, Marrocos e Tunísia, assim como da Bélgica, França, Grécia, Itália, Malta, Espanha e dos Estados Unidos.

Fragatas da Argélia, Egipto e do Marrocos juntaram-se às frotas tunisinas para a parte principal do exercício na Base Naval de La Goulette, em Túnis. Eles participaram em manobras para testar a sua resposta à actividade criminal.

Os treinos fazem parte de um esforço mais abrangente da África do Norte para fortalecer as relações militares, desactivar redes de tráfico e trocar experiências. O exercício incluiu aulas, exercícios práticos e conferências.

Marinheiros egípcios realizam um exercício de visita, abordagem, revista e apreensão durante o Phoenix Express, no dia 25 de Maio de 2021. MARINHA DOS ESTADOS UNIDOS

Os oficiais da marinha partilharam técnicas e aprenderam uns dos outros. Num dos treinos, eles trabalharam com dispositivos de retenção, praticaram como abater detentos combativos e como lidar com reclamações de detentos. Um outro seminário para os participantes abordou as técnicas utilizadas por contrabandistas de drogas e como recolher e armazenar provas.

Os objectivos do evento anual são de aumentar a cooperação regional, a conscientização do domínio marítimo, as práticas de partilha de informação e as capacidades operacionais, enquanto melhoram a promoção da segurança e do bem-estar no Mar Mediterrâneo e nas águas territoriais da África do Norte.

Nestas águas, as forças marítimas testaram as suas habilidades para o combate ao tráfico ilícito. O exercício também abordou como responder à migração ilegal.

O Capitão Sénior James Ben Omrane, da Marinha Tunisina, disse que o Phoenix Express oferece muito mais do que os seus objectivos declarados.

“É uma oportunidade estratégica para que todos os países participantes criem uma parceria frutífera e beneficiem da experiência dos outros,” disse num comunicado de imprensa.

Omrane disse que o Phoenix Express testou as marinhas da região a vários níveis.

“O Phoenix Express 2021 é um evento tridimensional,” disse. “[Ele] parte do aspecto estratégico, onde os líderes encontram a oportunidade de traçar as linhas gerais da segurança do Mar Mediterrâneo para depois atravessar a esfera operacional, onde se pode exercitar o comando e o controlo do grupo multinacional responsável por fazer cumprir um objectivo comum, para finalmente chegar ao nível táctico, que oferece aos OCs (oficiais do comando) a possibilidade de realizar diferentes tipos de manobras no mar.”

O Phoenix Express decorre num local diferente a cada ano. O exercício de 2021 marcou um regresso para a colaboração nos mares, depois de o evento de 2020 ter sido cancelado por causa das restrições da COVID-19.

“Através de determinação, perseverança e compromisso, fomos capazes de vencer dificuldades incontáveis devido à pandemia global,” disse Jehane.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.