Árbitras Femininas De Futebol Num Campeonato Próprio

0
Reading Time: < 1 minute

AGÊNCIA FRANCE-PRESSE

Três árbitras fizeram história nos quartos-de-final do Campeonato Africano das Nações, em Limbe, Camarões.

A árbitra etíope, Lidya Tafesse, e as suas auxiliares, a malaia Bernadettar Kwimbira e a nigeriana Mimisen Iyorhe, são as primeiras mulheres a arbitrar um jogo num torneio de futebol masculino sénior da Confederação Africana de Futebol.

A inovação surgiu dois anos depois de estas mulheres arbitrarem algumas partidas nos torneios da Copa Africana de Nações Sub 23 e Sub 17. Tafesse, antiga jogadora de basquetebol profissional, não tolerou faltas graves e mostrou três cartões amarelos aos jogadores da Tanzânia, nos primeiros 10 minutos da segunda parte.

Os futebolistas masculinos normalmente tomam as decisões entre eles, mas a maioria aceitou sem hesitar as decisões de Tafesse e das auxiliares, no Stade Omnisport, na estância turística do litoral sudoeste.

O responsável pela arbitragem da Confederação, Eddy Maillet, das Seicheles, ficou satisfeito com os oito dias históricos criados pelo trio na sexta edição do Campeonato das Nações.

“O [campeonato] é a segunda maior competição nacional do continente, a seguir à Copa Africana das Nações,” afirmou. “É uma excelente plataforma para Lidya, Bernadettar e Mimisen provarem as suas capacidades. Competiram com árbitros do sexo masculino para poderem participar neste torneiro e agora conseguiram fazer história.”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.